Coisa de poeta

luacheia.jpg

Inacreditável a imagem da Lua na última noite. Passando apressados rumo às catracas da Estação Brás, eu e o paramos para admirá-la. Aprendi com aquela imagem que parar para ver Lua Cheia numa metrópole como São Paulo é coisa de poeta, pois além de nós, apenas uma garota com um brilho indecente nos olhos parou. E parou…E parou.

A imagem era muito semelhante a esta aí ao lado.

Recomendo aos poetas uma tentativa de apreciação esta noite.

Updateando:

Saímos em busca da Lua mais uma vez e posso garantir que a recomendação acima foi bem sucedida…heheh…

Anúncios

Um comentário sobre “Coisa de poeta

  1. Sobre o *olhar do poeta*, li não sei onde um episódio ocorrido com o Murilo Mendes. Ele caminhava com um amigo quando, da calçada, viu uma senhora na janela, apreciando o movimento da rua.
    Ele parou, fez uma reverência à mulher e falou bem alto:
    *- Que coisa linda uma mulher à janela. Já não se vê mais uma cena dessas…*
    A mulher olhou assustada e rapidinho fechou a janela e se trancou dentro da casa, pensando se tratar de algum louco…
    😛

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s