no sense

escher.jpg“não é confortável para a poesia ser comportada. É muito melhor que seja incorfomada. Os absurdos, os despropósitos são bens da poesia. O bom senso é sempre uma censura à poesia. O bom senso pertence às ciências, às gramáticas, às matemáticas. Poesia é uma expressão fontana: como o amor, a água, o sol. Fazer que o poema defenda teses é uma aberração”

 

Manoel de Barros em entrevista ao Especial Infanto Juvenil do Jornal do Brasil, 7 de agosto de 1999

Imagem: Escher

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s