sou mundeira!

Lembro nitidamente de minha mãe comentar, reclamar, satirizar:

_ Esta menina é uma ‘rueira’!

E eu era rueira. E eu sou! Naquela época era rueira daquela rua em particular, rueira da paranaguá! Não conseguia encontrar em casa algo para me entreter suficientemente. Precisava da rua, precisava da gente da rua, rueiras e rueiros vivendo a rua em todas as suas  cores e possibilidades. Cresci e um projeto social encostou outras ruas na minha…Um infinito de outras ruas que eu queria deglutir  – fome de rua. Até que de tanto conhecer outras, deixei a Paranaguá, de mala e cuia. Adotei Lucinda e continuei meus flertes com Cardeal, Cayowaa e outras tantas ruas. E caminhando na Ave. 53 em Havana percebi que sou mesmo uma mundeira! É o mundo que me interessa com toda sua gente. É caminhar segura  de mim pelo mundo que me faz quem sou.

Minha mãe não se enganava não, apenas escondia de mim o que um dia eu descobriria, só prá garantir que teria por mais tempo sua rueira ali mesmo, na paranaguá!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s