A vida é Almodóvar, Baby!

flor cor luz lar

Fico cheia e transbordando de mim quando vejo um filme de Almodóvar. Se tem alguém que sabe me trazer a arte à flor da pele é este cineasta espanhol simpático e excêntrico. E para mim, a vida é muito Almodóvar.

Viver não é previsível, perfeito, cor-de-rosa ou da tua cor preferida. A vida é boa e desagradável.

Compartilhar o todo é o que nos une.

Daí que me encontro de repente usando uma lente de aumento para os eventos simples e cotidianos. Teve aquele momento que para alguém o simples fato de eu aparecer brotou num sorriso e recebi o apelo para rir junto, risos compartilhados. Enquanto algo tão singelo (e cotidiano) acontecia me perguntava mentalmente quando e como havíamos construído aquele vínculo. Como e quando coisas abstratas e profundas assim se constroem?

Mas também teve o momento em que ao me ver, lágrimas rolaram de um rosto. O apelo por um abraço e acolhida, “um flit paralisante qualquer”, como diria cazuza. Novamente a dúvida. Como? Quando?

Porque o bom é viver os vínculos, partilhar de vidas…

Mas é tão incrível a profundidade do que se cria em menos de 200 dias compartilhados. Eu me construo em meio a tudo isso.

Espanto…

E perceber continua sendo conceber. Sou a criatura do que vejo e do que vivo. E é tudo tão Almodóvar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s